segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Na falta de uma, três espadas para lutar

Só de achar, só de pensar, só de não lançar um olhar um pouco mais demorado sobre algo, a gente já erra.

domingo, 31 de agosto de 2014

Prazeres meus: tratamento

Hoje acordei precisando de tudo, mais do que qualquer outro dia. E tudo é o que posso definir como “o que me faz feliz”. Tudo mesmo. Sabendo que não poderia encontrar tudo ao mesmo tempo, fui atrás de pouco que já representa muito nesse tudo.

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Guerra de um trono só

“Ele perdeu tudo. Ele vai escapar para algum lugar seguro, mas o que vai fazer lá? Ele perdeu seu cargo, sua posição na Casa dos Lannisters, todo o seu dinheiro. Por mais que ele tenha tido desvantagens na vida por ser um anão, ele tinha a vantagem de ter um sobrenome poderoso e tradicional e de ter todo o ouro que queria para comprar coisas - inclusive seguidores como Bronn e outras pessoas para defendê-lo. Agora ele perdeu tudo isso”, diz Martin, acrescentando uma trama que só é vista no livro: “Ele também descobriu que Jaime, seu único laço de sangue que o ama e o defende, também teve um papel nesse momento traumático de sua vida, nessa traição. Ele está tão machucado que quer machucar outras pessoas”, explica o autor.


Grifo meu.

sexta-feira, 6 de junho de 2014

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Lealdade

Certas coisas não carecem de documento, de identificação, de nome ou qualquer tipo de título. A essas coisas costumo chamar de sentimento. Não há necessidade de definição porque é justamente a liberdade que faz sua existência ser tão forte e real.

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Mulher e viva

Apesar de todos os pesares, de um jeito ou de outro a vida se comporta como um rio que contorna as pedras e outros obstáculos pra encontrar seu rumo. É permitido até atrasar a caminhada, mas parar não é uma opção.

sábado, 31 de maio de 2014

Ra tim bum! - parte 1

É chegada a temporada de aniversários. Mas quem disse que aniversário é sempre coisa boa? Há coisas que fazem meses, anos e são apenas problemas não resolvidos. Oxalá pudesse ser todo aniversário um dia ou uma época perfeita, sem mágoas nem decepções e muito menos ansiedades pelo próximo novo dia de velhas atitudes.

De maio até julho os dias se repetem ou se reinventam, ainda não decidi.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Nós duas

Toda nova jornada, obrigatória ou voluntária, traz consigo o medo do desconhecido, o receio de não chegar ao meio do caminho, mas também traz as surpresas boas, a ansiedade pelo que está logo depois da esquina.

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Dias de um futuro inesquecível

As pessoas adoram uma fofoca, disso eu sei. Até quem diz que não gosta, que não fala de pessoas: mentira, gosta sim. Se não fosse pra fuxicar, qual a necessidade de uma pessoa me bloquear no Hangouts e desbloquear quando lhe convém? Qual a graça de, feito isso, me bloquear no Facebook e não me bloquear no Whatsapp?
E ainda tem uma segunda pessoa que me bloqueia no Whatsapp, em seguida desbloqueia. Não deu tempo: tomou um block meu. Porque continuo sendo dessas! E como diria meu Thiago: “dessas, daquelas e de outras mais”! Ê la-iá!

domingo, 25 de maio de 2014

Descoberta e aceitação

Parece até que acende uma luz, daqueles refletores de filmes em que o ator fica totalmente banhado pela grande luz branca, em que suas mínimas rugas estão a mostra, sendo quase possível ler seus mais obscuros pensamentos. É assim que acontece quando você gira o gatilho e aponta para o verdadeiro culpado dos seus problemas.

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Perdida por perder

As vezes penso que a vida é nada mais que um jogo: o ganhador, ainda que temporário, tem pleno direito sobre a paz de espírito do perdedor. Não fosse por isso, o que mais justificaria a ferrenha batalha pela razão?

sexta-feira, 25 de abril de 2014

De além-mar

Há 3 dias se alguém me perguntasse qual meu preconceito, eu saberia responder na ponta da língua.


quarta-feira, 16 de abril de 2014

Fui

De repente ela vem e invade a vida, o pensamento, a mente. Uma lembrança furtiva, forte em essência, fraca em sentimento. Apenas lembrança de um dia, meses, tempo que serve de base pra gente não esquecer como é bom se permitir ser feliz.

Agora na MPB Fm a voz doce de Toni Garrido com sua imortal "Sou Você".

LN

terça-feira, 4 de março de 2014

Perdas


Os anos passam e a gente entende tanta coisa, como começa, os meios e o fim de cada uma. Entender a gente entende, o difícil mesmo é se acostumar quando as coisas acontecem, ainda que no tempo determinado por Deus.